Domingo, 3 de Abril de 2005

De novo, cansa

debil.JPG







Aconteceu de novo.
Tive de fugir. Fugir de todos, de tudo, abandonar as responsabilidades e esconder-me. Deixei de ver, fiquei turva, o meu único objectivo concentra-se em sair dali o mais rapidamente possível.
Um ataque de pânico…palavras que me assombram há anos que parecem não ter fim…normalmente tenho-os conseguido controlar, não entendo…hoje a racionalização não teve efeito.
O medo torna-se gigante, asfixia, a sensação de não ter nada nem ninguém que me proteja naquela momento ou sempre…a única coisa que me vale, são as pernas. Correr. Correr o mais depressa que consigo para qualquer lugar, e quando o encontro, esse "qualquer lugar", ficar durante horas imóvel, a chorar e a tremer.
Uma mágoa de nada que parece impossível de suportar, um calor insuportável juntamente com arrepios, vómitos, lágrimas, e desta vez tive sorte, não surgiram os espasmos ou as convulsões, nem desmaiei.
Ainda estou a tremer de uma forma que me assusta sempre. Um nó que parece vir da ponta dos pés, atravessa a o estômago, a garganta e atinge violentamente o cérebro, sendo sempre grande e largo demais para todos os espaços do meu corpo. Sinto que vou rebentar.
Pensava que fosse de uma situação em particular quando reflicto sobre isso…mas agora, após tanto tempo sem a sua repetição, reparo que quase desde sempre, tive reacções deste género…desde criança…e estou saturada…muito saturada deste medo constante de ter medo.
Preciso de uma solução, não posso continuar assim. Mesmo esporadicamente, é horrível, e não quero isto para mim…não quero que isto acompanhe a minha caminhada por aqui. Preciso de me acalmar e encontrar a solução.
Logo eu que amo a liberdade de tudo…

publicado por Rute às 22:57
link do post | Your Thoughts | favorito
15 comentários:
De Vampiria a 5 de Abril de 2005 às 22:53
P/Infiel: Foste boa ajuda assim. Bjs e obrigada*


De Snia a 5 de Abril de 2005 às 20:57
De ausensias minhas (e tuas) ... o regresso da saudade de quem anseia...de bagagem cheia pelas memorias...
Beijinho grande


De C. a 5 de Abril de 2005 às 14:40
Vampiria querida, os ataques de pânico são mais comuns do que se pensa. Não te martirizes por isso, tens a coragem de falar neles por isso não fales em medo, pareces-me muito corajosa. Fala com quem de direito sobre isso, vais ver que se há-de descobrir forma de não voltares a sentir-te assim. Não estou a relativizar o que sentes, deve ser algo intensamente doloroso o facto de não se poder controlar um medo. Mas tu és mais forte que todos os medos, tens que acreditar nisso. Um beijo carinhoso.


De ferrus a 4 de Abril de 2005 às 12:59
Sempre procurei combater os meus medos indo ao seu encontro. É, segundo a minha experiência, a melhor forma de os combater. A fuga, além de não os eliminar, ainda os poderá aumentar. Deixo-te um beijo grande, muito grande e uma porta aberta para entrares, caso necessites. Um xi coração!!!


De Infiel a 4 de Abril de 2005 às 12:48
Falar é fácil... especialmente quando estamos de fora... é o meu caso... posso dizer-te coisas bonitas e aconselhar-te daquelas maneiras "estranhas" que parecem sempre ter segundos sentidos mas opto por nao o fazer... Acredita so que todos temos momentos de mais ou menos fraqueza... mas tudo se resolve para melhor (ou pior!) desculpa nao ser de grande ajuda... beijo da infiel


Comentar post

.Me, Myself & I


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.Pesquisar neste blog

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Thoughts

. Fim da linha

. Fantoches

. Tempo

. Cartas

. Despida

. Espelhos

. Encantamento

. A caminho

. Monstros

. Nós

. Durante a madrugada

. Ao outro dia

. Rever

. Acordar de Novo

. Madeira e Carmim

. Perturbações

. Memórias Recentes

. Sede

. Recordações num pedaço de...

. De novo, cansa

. Sentimentos, confusão e l...

. Frenesim

. Espasmos

. Momentos de Amarras

. Brisa

. Palavras

. Nasci de novo

. Uma vasta e densa forma d...

. Strings

. Uma e Só

. Esgrima

. The taste of "Something i...

. Purpúra

. Corpo

. Sarilhos

. Quando...

. Quando se começa a perder...

. Quando se começa a perder

. Extase

. Aflição

. Estagnação

.Thought Moments

. Maio 2009

. Dezembro 2008

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds