Quinta-feira, 31 de Março de 2005

Sentimentos, confusão e loucura

9c.jpg






Estou em pânico.
Apercebi-me. Sim, apercebi-me que não posso evitar. Que isto é real e já não há nada a fazer…Apetece-me chorar e escrever, anestesiar-me. Desconfio que vêm aí tantos problemas…a culpa não é minha…juro que não é.
Queria escrever mil e uma palavras que servissem para exorcizar este sentimento, mas não as encontro mais uma vez.
O pânico e o querer. É tanto de tanta coisa…sinto os lábios secos de medo, e o sexo ansioso por ti. O coração acelera demasiado, e eu gosto tanto quanto me incomoda…
Ainda sabes o meu cheiro…eu decorei a humidade dos teus lábios, a suavidade da tua pele, do teu sorriso, as tuas mãos.
Quero-te hoje, amanhã, agora, há cinco minutos atrás, e à frente também. Acho que não estou a ser ordenada nos meus pensamentos…que me perdoem as gramáticas, mas neste momento não consigo…
E se desse lado da margem for uma miragem? Não acredito que o fizesses…é muito tempo a fingir…mas quem sou eu para poder adivinhar isso?
Estou num turbilhão enorme de sensações…arrastam-me os sentimentos sem que eu os consiga fazer parar.
Não paro de pensar que devia ir, ficaríamos melhor…não posso, a condição soma-se à solidão, e tenho de por cá ficar…ai como queria aquele salto. Como eu queria aquele salto!!! Como eu queria aquele salto!!! Não te aborreças, em breve saltaremos.
Tudo isto causa-me uma mágoa, uma apatia que os olhos têm vontade de exprimir…a verdade é que a maior parte das vezes, os lábios não o permitem, cortando o momento com um sorriso embebido do que tudo isto significa: tu queres tanto quanto eu. Fico mais calma, feliz, e os olhos, impertinentes mais uma vez, querem gritar essa felicidade através da expressão usada na tristeza e na alegria, de formas tão diferentes por todos.
Não tenhas pressa…os momentos só se esgotam com a morte…eu sei que é mais fácil, a ansiedade aperta, mas ouve-me com atenção, encostada a teu peito,a falar com os teus lábios: temos mais oportunidades que vêm a par com o tempo…eu também quero mais rápido, mas agora não pode ser.

Pareço louca…a falar sozinha. Chamo-te e tu não vens. Tenho-te aqui, tu sabes que sim e gostas. Também me tens aí.
Quem eu digo que não sei, mas sei.
Sinto-me mesmo a enlouquecer…um sorriso nos lábios novamente, o embalar do corpo e a melodia.
Segredo a mim própria, que se enlouquecer agora, vou ser uma louca feliz, porque sonho com o que pode ser, já que acontece.









(Imagem de Anita Andrzejewska www.anitaandrzejewska.netlin.pl)

publicado por Rute às 02:40
link do post | Your Thoughts | favorito
|
20 comentários:
De Vampiria a 3 de Abril de 2005 às 13:30
P/Jeordie: tb gosto muito de ti gordito boum carago!!bjs* *lol


De Vampiria a 3 de Abril de 2005 às 13:28
P/Sussurros da lua: obrigada;)


De Jeordie a 3 de Abril de 2005 às 04:35
je t'aime :*


De sussurros da lua a 2 de Abril de 2005 às 14:06
Parabéns, escreves muito bem!
Gostei do teu blog!
Mil beijinhos!


De Vampiria a 2 de Abril de 2005 às 12:06
P/PlantaCarnívora: não podias ter dado melhor conselho:) és uma linda*bjs* *


De Plantacarnivora a 2 de Abril de 2005 às 11:51
Voltei!!!!!!!Miga a vida tem desalinhos, desencontros, desilusões, mas qualquer coisa que digamos só depende de ti, única e exclusivamente de ti. Só tu terás a força suficiente para lutar, para avançar e para recontruir ou construir. Porem acredita que tudo passa, a mágoa, a dor, enfim, tudo e o que te marteriza são a falta de resposta às tuas dúvidas, então não faças perguntas, deixa andar. Beijócas Grandes


De Vampiria a 2 de Abril de 2005 às 00:36
P/Miss Lust: É bom estar viva concordo.* *bjs*


De Vampiria a 2 de Abril de 2005 às 00:34
P/Patrícia: Sim, penso que é importante também saber rir das coisas menos boas:) medo de chorar só tenho quando não estou sozinha:p
Beijos* *


De Vampiria a 2 de Abril de 2005 às 00:33
P/inconfidente: É por isso que são sentimentos misturados com loucura. É por isso também que é bom, porque tem tanto de ilusório como de real, de mágoa e de bom, etc. :)beijos* *


De Miss Lust a 1 de Abril de 2005 às 20:50
Sentimentos que nos magoam, mas nos fazem sentir vivos. Um Beijo grande para ti


Comentar post

.Me, Myself & I


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.Pesquisar neste blog

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Thoughts

. Fim da linha

. Fantoches

. Tempo

. Cartas

. Despida

. Espelhos

. Encantamento

. A caminho

. Monstros

. Nós

. Durante a madrugada

. Ao outro dia

. Rever

. Acordar de Novo

. Madeira e Carmim

. Perturbações

. Memórias Recentes

. Sede

. Recordações num pedaço de...

. De novo, cansa

. Sentimentos, confusão e l...

. Frenesim

. Espasmos

. Momentos de Amarras

. Brisa

. Palavras

. Nasci de novo

. Uma vasta e densa forma d...

. Strings

. Uma e Só

. Esgrima

. The taste of "Something i...

. Purpúra

. Corpo

. Sarilhos

. Quando...

. Quando se começa a perder...

. Quando se começa a perder

. Extase

. Aflição

. Estagnação

.Thought Moments

. Maio 2009

. Dezembro 2008

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds